Parque das Ruínas

O Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas é um parque público e centro cultural fundado em 1997 nas ruínas do prédio que foi a casa da grande mecenas da Belle Époque carioca, Laurinda Santos Lobo. Conhecida como a “marechala da elegância”, ela costumava reunir intelectuais e artistas nas dependências do palacete, hoje um projeto premiado do arquiteto Ernani Freire, que manteve a estrutura das ruínas agregando contemporaneidade à casa durante os trabalhos de renovação. As ruínas do antigo palacete passaram por um processo de restauro e impermeabilização minucioso.

Laurinda Santos Lobo
Laurinda Santos Lobo

O local apresenta uma vista panorâmica para a Baía de Guanabara, de um lado, e para o Centro da cidade, do outro lado. Com a cidade aos seus pés, o mirante é um bom local para se entender a geografia da cidade, do alto do bairro de Santa Teresa. O espaço apresenta programação cultural variada.

As ruínas são os resquícios do Palacete Murtinho Nobre, erguido entre 1898 e 1902, e local de residência de Laurinda Santos Lobo, dama da sociedade e herdeira de uma rica e poderosa família, que se dividia entre Rio de Janeiro e Paris.

Seu casarão foi, durante a década de 1920, o ponto de encontro do modernismo no Rio de janeiro, e um dos pontos mais badalados da vida cultural carioca durante as duas próximas décadas, sendo um local de festas que reuniam famosos e figuras proeminentes da época, como Villa-Lobos, Tarsila do Amaral e a bailarina Isadora Duncan, até a morte da anfitriã, em 16 de julho de 1946. Em seu testamento, deixou a casa para a Sociedade Homeopática, que, porém, nunca chegou a tomar posse do bem. Depois, o local foi abandonado e invadido, saqueado e ocupado por pessoas em situação de rua. Há relatos de que até as maçanetas, que eram feitas de ouro, formam apropriadas nesse período de abandono, assim como o seu piano.

Em 1993, o governo do estado do Rio de Janeiro tombou o que sobrava da propriedade e, em 1997, foi inaugurado, no local, o Parque das Ruínas. As ruínas apresentam, hoje, um estilo que mistura tijolos aparentes, combinados com estruturas metálicas e estruturas em vidro.

O parque possui sala de exposições, auditório para 100 pessoas, um palco de 88 metros quadrados e cafeteria, que funcionam sob programação especial.

Serviço

Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas
Rua Murtinho Nobre, 169
Telefone: (21) 2215-0621